Fraudes no Bolsa Família passam de 1,3 bilhão

O Ministério da Transparência e Controladoria-Geral da União (CGU) identificou 345.906 famílias “com fortes indícios de terem falseado a declaração da informação de renda” no cadastro do programa Bolsa Família. De acordo com a pasta, há pagamentos indevidos de até 1,3 bilhão de reais em um período de dois anos.

Os dados fazem parte de uma avaliação da atuação do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) para o aprimoramento dos controles do programa.

A auditoria da CGU verificou a confiabilidade dos resultados do cruzamento das bases de dados oficiais com os valores de renda declarados pelos beneficiários no Cadastro Único, para identificar indícios de pagamentos indevidos e avaliar as providências adotadas pelo órgão para as inconsistências.

O Bolsa Família atende, de acordo com a CGU, 13,5 milhões de famílias com renda de até 170 reais por pessoa que têm em sua composição crianças ou adolescentes até 17 anos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here