Governo anuncia novo sistema de transporte, preço das passagens para Nortão pode baixar

O governo estadual lançará, nesta sexta-feira, em Cuiabá, o novo sistema de transporte intermunicipal de Mato Grosso, que contará com novos ônibus que terão passagens com valor reduzido. Não foram anunciados os destinos e percentuais. O governador Pedro Taques assinará a ordem de serviço com a empresa vencedora das concessões de ônibus que atendem as regiões de Rondonópolis e Alta Floresta. Foi dividido o sistema de transporte coletivo rodoviário em oito mercados (regiões), com duas categorias de serviços: uma básica e outra diferenciada, totalizando 16 lotes.

O serviço diferenciado são as linhas diretas, que são as que atendem Rondonópolis e Alta Floresta. Já no serviço básico os ônibus fazem paradas em diversas localidades, conhecidos como “pinga-pinga”. Os antigos contratos de concessões estão vencidos há quase vinte anos e as empresas não pagam a taxa de regulação à Ager.

Agora, novas empresas, vencedoras das licitações, devem assumir as linhas. A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra), responsável pela concessão do transporte coletivo rodoviário, realizada por orientação do Ministério Público Estadual, informa que o Estado fará concessão pelo período de 20 anos, informa o Gabinete de Comunicação.

A discussão em torno da realização das linhas intermunicipais se arrasta desde a década de 1990. O termo de ajustamento de conduta precisou ser celebrado em decorrência das consecutivas prorrogações realizadas nas gestões passadas, sem prévia licitação, das concessões de direito das empresas, além do aumento significativo da população e de uma série de decisões judiciais envolvendo o assunto.

Em 2012, começou a concorrência pública. Dos 16 lotes definidos no Plano de Outorga, apenas 9 foram homologados e adjudicados. Os demais, segundo a comissão de licitação, tiveram as empresas inabilitadas ou não tiveram vencedores. Houve ainda uma série de interposição de recursos e liminares que impediram o prosseguimento da licitação. Em agosto de 2015, o governo editou o decreto 211, anulando o antigo decreto, elaborado pelo ex-governador Silval Barbosa, que autorizava a operacionalização do sistema de transporte público intermunicipal de passageiros até 2031.

Só Noticias

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here