Ipiranga: Com três votos contrários projeto de reajuste da taxa de agua é aprovado na Câmara.

Durante a sessão da Câmara de Vereadores de Ipiranga do Norte MT, desta segunda feira 04 de dezembro vários projetos de interesse do poder Executivo foram aprovados e outros deram entrada na casa em regime de urgência.

Foi aprovado por maioria o projeto de Lei de autoria do Poder Executivo 045/2017 que altera redação do dispositivos referentes as alíquotas para a taxa de cobrança de abastecimento de agua e inclui os custos de serviços, infrações e multas aplicadas pelo SAAE (Sistema de Abastecimento de Agua e Esgoto) e dá outras providências.

Segundo o projeto o valor reajustado em tabela é de 40% sobre a taxa mínima de consumo e os reajuste a partir de agora passam a ser feitos através Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) da Fundação Getúlio Vargas, compreendendo o período de Janeiro a dezembro do ano anterior.

O valor não era reajustado desde 2010, mas nos últimos 3 anos a autarquia vem tendo dificuldades nas contas segundo os vereadores. Os vereadores acusaram o Executivo de ignorar a situação.

O vereador “Marquinhos da Tupi” usou a tribuna onde classificou como injusto o aumento de uma vez só em 40% “Eu trabalho no setor privado e recebemos 5.5 de aumento no salário, ano passado recebi 6% ai a prefeitura vem com 40% de aumento no ano de uma vez só, não acho justo, é minha opinião” disse.

O vereador argumentou que “este problema não é de hoje, todo ano o prefeito fazia remanejamento e todos já sabiam que o SAAE estava indo para a UTI, eu não entendo por que não veio antes” questionou Marquinhos.

“Se você tem uma empresa e ela começa a dar prejuízo você tem que buscar uma alternativa imediata já no próximo mês para acertar as contas, não pode deixar acumular e depois cobrar tudo de uma vez da população, então sou contra o projeto” pontuou.

Para o Vereador Fabiano do Povo que votou a favor do reajuste “não vou discutir por que não foi reajustado antes, se foi política ou não, estamos com um problema sério no SAAE, se o valor não for reajustado o sistema vai entrar em colapso” comentou Fabiano em debate.

Segundo o vereador Junior Federice o valor sugerido pelo Executivo era de 65% “nós vereadores lutamos e chegamos a um acordo de 40% que é apenas um reajuste das perdas do setor pela inflação, a realidade é bem clara, a contadora não tem uma mesa, esta molhando os computares do SAAE, ela disse se é política ou não ela precisa desse aumento se não vai conseguir oferecer uma agua de qualidade a população” pontuou Junior votando favorável.

Colocado em votação pelo presidente Dr. Pedro Alessandro o projeto foi aprovado por 6 votos favoráveis e três votos contrários.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here