Junior Federice refaz cobrança sobre a necessidade de concurso público para agentes comunitários de saúde

Há seis anos não passa um agente comunitário de saúde em sua residência. É o que afirmou em Tribuna o vereador Junior Federice (PSD) na noite desta segunda-feira, 09/07, durante a 22ª Sessão Ordinária.

Para ele a situação é alarmante, na qual a sensação que se tem é a de que a sua região é abandonada pelo Executivo de Ipiranga do Norte/MT não apenas na limpeza urbana – como já destacou outras vezes – mas no acompanhamento das famílias pelos agentes comunitários de saúde. Afirmou que muitos moradores sentem a carência dos agentes, que além do acompanhamento da saúde das famílias, possui um papel fundamental na conscientização e prevenção de doenças. “A minha filha tem seis anos e nunca viu uma agente de saúde. […] Prevenção em saúde é isso: é o agente ir, entender o que está acontecendo com a família, debater, discutir… […] Aquelas famílias estão precisando disso”, argumentou.

Dado esta realidade, Junior Federice refez a sua cobrança por meio da Indicação n° 054/2018, no qual expressa a necessidade da realização de concurso público para mais cargos de agente comunitário de saúde. Isto a fim de prover a demanda urbana e rural. “Áreas rurais como a Furnas […] está descoberta! […] Como a gente vai fazer uma parceria dessa [com a Prefeitura] em que seis anos o vereador vem gritando, pedindo agentes de saúde para o nosso Município?”, reclamou Junior Federice.

Em apoio, o presidente da Casa Pedro Alessandro Nascimento (DEM) comentou que o discurso do colega o deixa “entristecido” com o Executivo “por ver um vereador que foi líder do Governo [Pedro Ferronatto na gestão anterior] colocar de forma muito clara essa indignação vendo esse estado” e ao afirmar “que não aguenta mais uma situação em que cobra a tanto tempo e não é atendido o seu pedido”, comentou Pedro Alessandro.

Em conclusão o presidente da Câmara parabenizou o vereador Junior Federice pela atitude e afirmou que “está mais do que na hora da Prefeitura dar uma resposta para este problema”. A aprovação da Indicação n° 054/2018 foi unânime em Plenário.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here