Tapurah mais 07 municípios saíram da classificação de risco ‘muito alto’ para risco ‘alto’ para Covid 19

Mato Grosso tem 42 municípios com risco de contaminação pelo coronavírus muito alto, conforme boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), nesta quarta-feira (31). Na semana passada, eram 50 municípios inclusos na classificação de risco muito alto.

Araguainha, Barão de Melgaço, Nova Santa Helena, Ribeirãozinho, Santa Cruz do Xingu, Santa Rita do Trivelato, São Pedro da Cipa, Apiacás, Aripuanã, Nova Xavantina, Paranatinga, Tapurah e Vila Bela da Santíssima Trindade saíram da classificação de risco ‘muito alto’ para risco ‘alto’.

Outras 99 cidades estão classificadas na categoria de risco alto para a contaminação. Conforme o documento, nenhuma cidade foi classificada com risco moderado para a Covid-19. [Confira a lista completa no fim da matéria].

Novo método para classificação
O método para definir a classificação de risco dos municípios foi aprimorado. A mudança foi publicada no Diário Oficial do último dia 25.03.

A primeira mudança é com relação à publicação da classificação de risco, que ocorria às segundas e quintas-feiras. A partir de agora, a classificação será divulgada todas as terças-feiras e não será levado em consideração só o número absoluto dos casos dos últimos quatorze dias, mas sim a média móvel dos últimos quatorze dias.

Assim, o município não sofrerá uma mudança brusca de um boletim para o outro; a cidade ficará na mesma categoria por pelo menos duas semanas, conforme sua média móvel de casos.

Também foi aperfeiçoado o cálculo dos casos acumulados. Antes eram considerados os casos acumulados a partir do dia 1º de dezembro de 2020. Com a nova metodologia, a análise será realizada sempre com base nos casos acumulados dos últimos 90 dias.

No dia 25 deste mês, o governo atualizou as medidas restritivas de prevenção à Covid-19 e determinou que em municípios com risco muito alto de contaminação façam quarentena obrigatória pelos próximos 10 dias.

Nível de risco muito alto:

Implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO, MODERADO e ALTO;
Quarentena coletiva obrigatória no território do Município, por períodos de 10 dias, prorrogáveis, mediante reavaliação da autoridade competente, podendo, inclusive, haver antecipação de feriados para referido período;
Suspensão de aulas presenciais em creches, escolas e universidades.
Controle do perímetro da área de contenção, por barreiras sanitárias, para triagem da entrada e saída de pessoas, ficando autorizada apenas a circulação de pessoas com o objetivo de acessar e exercer atividades essenciais;
Manutenção do funcionamento apenas dos serviços públicos e atividades essenciais;

Nível de risco muito alto:

Implementação e/ou manutenção de todas as medidas previstas para os Níveis de Risco BAIXO, MODERADO e ALTO;
Quarentena coletiva obrigatória no território do Município, por períodos de 10 dias, prorrogáveis, mediante reavaliação da autoridade competente, podendo, inclusive, haver antecipação de feriados para referido período;
Suspensão de aulas presenciais em creches, escolas e universidades.
Controle do perímetro da área de contenção, por barreiras sanitárias, para triagem da entrada e saída de pessoas, ficando autorizada apenas a circulação de pessoas com o objetivo de acessar e exercer atividades essenciais;
Manutenção do funcionamento apenas dos serviços públicos e atividades essenciais;

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here