Mesmo ligada ao “linhão” Tapurah sofre com apagões e prejuízos toda vez que chove ou venta forte.

A população de Tapurah está sofrendo e levando o prejuízo com interrupções no fornecimento de energia.

Os apagões acontecem sempre que o tempo está para chuva, quando começa a ventar um pouco mais forte, logo a energia cai, com ela cai a internet e pouco tempo depois os telefones ficam mudos.

Um problema que já deveria ser resolvido uma vez que em setembro de 2016 na gestão do ex-prefeito Luiz Eickhoff quando o município foi integrado ao linhão, recebendo um investimento de 26 milhões de reais.

Na época conforme divulgamos aqui, além da linha direta as linhas de distribuição secundárias também foram refeitas.

Com a chegada do período das chuvas esses apagões devem se tornar frequentes levando prejuízo aos munícipes, uma vez que a queda de energia provoca a queima de aparelhos.

As reclamações junto a Energisa concessionária responsável pela prestação do serviço com relação ao ressarcimento raramente são atendidos.

A Energisa promete enviar um técnico para avaliar se realmente o aparelho estragou com a queda de energia, porém esse técnico nunca atende.

Além disso a concessionária nega existência de apagão, naquele horário e naquele dia, sob a justificativa que ninguém do bairro ligou para reclamar da falta de energia, sendo assim torna-se impossível o consumidor ser ressarcido em seu prejuízo.

Na noite de ontem (22) setembro, duas pessoas, mãe e filha, morreram após a residência em que moravam pegar fogo em Tapurah. Duas crianças conseguiram deixar o local.

Segundo informações do corpo de bombeiros o incêndio começou com uma vela que foi acendida devido a falta de energia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here