Sojicultores concluem plantio da soja em Mato Grosso; 2,5% das áreas foram replantadas

Os sojicultores mato-grossenses concluíram o plantio da safra mesmo sem o volume de chuva desejado em algumas regiões do Estado. O início da janela de semeadura da safra 2020/21 começou com umidade do solo abaixo do normal.

“A consequência disso foi que os sojicultores aguardaram uma melhora nas condições climáticas para dar início aos trabalhos, atrasando a semeadura. Porém, muitos produtores que planejavam cultivar algodão 2ª safra arriscaram semear a oleaginosa no pó. Os demais agricultores acabaram colocando as sementes no chão apenas na segunda quinzena de outubro, período em que aproximadamente 6 milhões de hectares foram semeados, um avanço recorde para o Estado”, informa o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (IMEA), no boletim semanal.

“Porém, o baixo nível de chuvas que se prolongou até início de dezembro fez com que 2,51% das áreas de Mato Grosso precisassem ser replantadas, sem contar aquelas áreas que tiveram o potencial produtivo afetado. A boa notícia é que as chuvas esperadas até o final do ano estão próximas da média histórica e podem auxiliar na melhora das condições da cultura”, conclui o instituto.

Só Notícias (foto: Só Notícias/arquivo)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here